O Compliance Officer precisa ter a habilidade de saber argumentar com todos os níveis da empresa, desde o CEO, até o nível mais baixo.

7
Jun
2017

O Compliance Officer nos dias de hoje

Por: Marketing CBEXs

Por Sérgio Pinto*

Ultimamente a área de Compliance está muito em voga pela exposição das empresas nos escândalos de corrupção recentes, tanto no Brasil, quanto no exterior.

Eu estou em Bogotá, neste momento, que começo a escrever este artigo, e a pensar na evolução que passamos como profissionais da área. Como cada vez mais estamos mais globalizados.

Na grande transformação que passamos nos últimos 10 anos, saímos de uma área de apoio e de controles, para um parceiro estratégico. Nos deslocamos de uma atividade suporte a uma atividade-chave nas empresas.

Cada vez mais é importante o profissional de Compliance estar antenado no que passa ao seu redor, seja na empresa, ou no ambiente no qual ela está presente. Um problema de Compliance hoje expõe as empresas para o mundo inteiro. Exemplos recentes da Lava-Jato exemplificam bem isto.

Conhecer os mercados, ter uma visão holística, e ser um parceiro de negócio, é muito importante, pois desta forma podemos contribuir para a estratégia da empresa e sermos agentes facilitadores de negócios. O Compliance Officer, mais do que muitos pensam, não é o policial, mas sim o grande “guarda costas” do board. Somos nós que ajudamos a direcionar a fazer os negócios de forma mais ética, transparente e com integridade.

Conhecer as pessoas e saber navegar dentro das organizações é muito importante também. O Compliance Officer precisa ter a habilidade de saber argumentar com todos os níveis da empresa, desde o CEO, até o nível mais baixo da empresa. Saber “traduzir” a linguagem de Compliance a todos os níveis assegura um bom desempenho organizacional e maior integridade nas operações. Toda a experiência em saber os detalhes da operação da empresa contribui para a longevidade das mesmas e mantê-las alinhadas aos seus valores e a sua missão de longo prazo.

Desenvolver a equipe e fortalecer a área com habilidades técnicas e pessoais nos ajuda a ser mais importantes e fortes nas empresas.

Por causa disto e da vontade de fazer a nossa profissão crescer cada vez mais, é que me motivou a aceitar o convite de assumir a coordenação acadêmica da certificação de Health Care Compliance do CBEXs. Tenho a certeza que a equipe docente é de primeira linha e que o programa de 64hs vai ajudar a capacitar mais profissionais para o mercado de saúde e de Compliance no Brasil. Tenho a certeza de que todos sairão muito mais preparados para conduzir os programas de integridade em suas empresas e desta forma levarmos o conhecimento a mais pessoas, para que juntos, possamos deixar um legado para o nosso país e para a nossa sociedade e que as empresas compitam de forma mais justa, entregando os seus produtos e serviços de forma transparente e pela qualidade que os mesmos tem e não por causa de vantagens indevidas.

Tenho a certeza que todos teremos a oportunidade de interagir muito e discutir os temas mais relevantes e atuais para a nossa profissão.

*Sérgio Pinto é Lead de Compliance da Johnson&Johnson Medical Devices LATAM