Veja o que é essencial e básico na hora de criar uma cultura de Governança Corporativa na sua instituição.

15
Fev
2018

Conheça as 3 práticas de Governança Corporativa essenciais em qualquer negócio

Por: Marketing CBEXs

Promover o crescimento interno por meio da Governança Corporativa, nada mais é do que aprimorar os processos de administração da empresa, no que se aplica a tomadas de decisão estratégicas, como iniciar um novo projeto, até contextos de impasse entre sócios ou diretoria.

Na sua essência, a Governança tem o papel de organizar os processos, sendo indispensável desde o início. Pode-se dizer que uma empresa com Governança Corporativa tem maior credibilidade perante os investidores.

Para implementar uma cultura de Governança Corporativa em qualquer instituição, é necessário, primeiramente, se pensar em práticas básicas, como:

  1. Estabelecer uma hierarquia clara – os funcionários e equipes devem saber claramente a quem respondem. E quando um colaborador exerce mais de uma função em times distintos, ele precisa ter claro quem é sua liderança direta, a quem deve se reportar, para ser possível alinhar suas atividades e definir prioridades. 
  1. Realizar reuniões de acompanhamento de projetos e manter seu registro – a realização de reuniões periódicas entre equipes, sócios e o Conselho Administrativo é imprescindível para estimular a Governança Corporativa. Nestas reuniões devem ser acompanhados projetos, passadas as novas diretrizes da empresa e feito planos de ação referentes a metas e indicadores. É uma forma de manter um controle administrativo mais eficiente da empresa e acompanhar seu progresso. Também é necessário manter o registro dessas reuniões organizados e arquivados em atas. 
  1. Formar um Conselho Consultivo – O Conselho Consultivo facilita o compartilhamento de experiências e de sugestões para a gestão da empresa, reunindo profissionais com maior bagagem e perfis distintos, com desafios semelhantes. Composto geralmente por 3 a 5 pessoas de confiança, o Conselho pode orientar nas tomadas de decisão e possui temas mais diversos, voltados ao aumento de eficiência, inovação e relevância no mercado.

E a sua instituição,o utiliza essas práticas? E qual é o papel do executivo dentro da Governança em Organizações de Saúde?

Acompanhe de perto essa discussão na próxima edição do Conexão CBEXs, marcada para o dia 27 de fevereiro na sede da Anahp e que contará com o apoio da ABIMO. Dentro da programação, fazem parte os temas: Reestruturação de um Sistema de Governança, com Florence Monteiro, Gerente de Auditoria, Riscos e Compliance da BP e Sidney Ito, Sócio Líder Risk Consulting da KPMG; e O Papel do Executivo na Governança: Instituições Privadas, Públicas e Indústria, com a presença de Marisa Madi, Diretora Executiva do INRAD, Franco Pallamola, Presidente da ABIMO e Fernando Torelly, Diretor Executivo do Hospital Sírio Libanês.