Edição de outubro do Conexão CBEXs reúne especialistas para debater Saúde 4.0, Hospitais 4.0 e Diretrizes de TI para Hospitais Privados

26
Out
2017

Confira os principais destaques da última edição do Conexão CBEXs, em parceria com a ANAHP

Por: Marketing CBEXs

No último dia 10 de outubro, os associados e Fellows do CBEXs tiveram a oportunidade de participar de mais uma edição do Conexão CBEXs, desta vez em parceria com a Anahp | Associação Nacional de Hospitais Privados.

O encontro reuniu os grandes especialistas Carlos Gouvêa, Presidente da ABIIS – Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde e Vice-presidente da ABIAD – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais; Marco Antonio Bego, Doutor em Otimização de Processos por meio de tecnologia 4.0 pela Faculdade de Medicina da USP e Diretor de Suprimentos e Engenharia do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo;  e Klaiton Luis, diretor de TI na rede de Hospitais São Camilo de São Paulo para falar sobre Saúde 4.0, Hospital 4.0 e Diretrizes para Hospitais Privados, respectivamente.

Carlos Gouvêa iniciou o evento em uma apresentação sobre Saúde 4.0, o conceito que permite destacar a importância da integração da tecnologia de informação com a manufatura e o setor de serviços (atendimento online e logística) no setor. Este é considerado benéfico para países de dimensões continentais, como o Brasil, com áreas de baixa densidade populacional em que a prestação de muitos serviços de saúde presenciais é dificultada pela falta de infraestrutura local.

O ponto alto da apresentação de Carlos se deu pelos benefícios trazidos pelas novas tecnologias para o setor, no que diz respeito à redução de custos e a personalização do cuidado. O Big Data, que já é considerado um grande marco para a saúde, juntamente com a previsão de tráfego de dados e a Internet das Coisas, foram citados como ferramentas que irão reformular o sistema de saúde.

Segundo Carlos, a virtualização da saúde traz  facilidade no acesso e um foco maior no usuário final por meio da saúde centrada no paciente, onde o consumidor se torna um agente ativo.

Na segunda palestra, Marco Antonio apresentou a proposta do processo de transformação do Hospital das Clínicas em Hospital 4.0, que teve início este ano durante o The World Economic Forum, com inspiração nas mudanças que aconteceram na Revolução Industrial na área hospitalar.

O que motivou a investigação do Hospital 4.0?

Segundo Marco, por conta do constante aumento do número de pessoas conectadas, era preciso entrar nessa revolução junto com a área hospitalar e a Internet das Coisas. Então, houve a conexão do mundo digital, físico e biológico.

Em essência, a IOT (Internet of the Things) é definida como a habilidade das máquinas monitorarem, analisarem, predizerem e verdadeiramente automatizarem os negócios em tempo real.

Na opinião do Hospital das Cínicas, o Hospital 4.0 pode afetar a saúde na forma em que se desenvolvem tratamentos, como se interage com o paciente, como os médicos executam suas atividades e como os hospitais operam.

E para finalizar, Klaiton Luis, diretor de TI na rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, falou sobre Diretrizes de TI para Hospitais Privados, cujo objetivo foi discutir e compartilhar as melhores práticas em tecnologia da informação para o setor hospitalar. Em sua apresentação, ele citou modelos de referência para hospitais.

Você acompanhou de perto esta edição do Conexão CBEXs? Conte para nós o que achou.

Siga os nossos canais para ficar por dentro dos próximos eventos.

Facebook – https://www.facebook.com/colegiosaude/

LinkedIn – https://pt.linkedin.com/company/cbexs-col%C3%A9gio-brasileiro-de-executivos-da-sa%C3%BAde