O respeito à prática da medicina, os princípios médicos, a integridade e independência da relação médico-paciente são conceitos adicionais que devem nortear as interações entre profissionais de saúde.

24
Mai
2017

Compliance & Ética na Saúde: Responsabilidade de todos nós.

Por: Marketing CBEXs

por Eunice Alcântara, diretora de Compliance & Ética na Bristol-Myers Squibb

Transparência e honestidade são princípios que fazem parte dos valores de diversas organizações em todo o mundo. Constatamos cada vez mais, que nem todas as empresas têm tido sucesso na tradução destes princípios do ponto de vista conceitual ou estratégico para o dia-a-dia das ações de seus colaboradores, líderes, parceiros, consumidores e demais agentes de toda a sua cadeia. Além disso, a pressão da sociedade e a demanda por parte de leis e regulamentações aumentam a necessidade por Programas de Compliance, não a formalização, mas a internalização de princípios e valores e a promoção de padrões éticos e de integridade em seus negócios, rejeitando atos ilegais, ilegítimos e de corrupção.

No segmento da saúde, o respeito à prática da medicina, os princípios médicos, bem como, a integridade e independência da relação médico-paciente são conceitos adicionais que devem nortear as interações entre profissionais de saúde, grupos de defesa dos pacientes, pagadores, empresas farmacêuticas, distribuidores e outros. É essencial que governos, comunidade médica, consumidores e pacientes tenham a confiança de que todos agem de forma ética e profissional e, assim, destacar o alto valor que representa o setor da saúde para toda a sociedade.

Os líderes e executivos responsáveis pela implementação de um Programa de Compliance, precisam promover a ética e comportamento íntegro. No entanto, para a promoção da exelência da ética na saúde, é necessario um maior conhecimento não somente de comportamentos de promoção da ética, dos elementos básicos de um programa de Compliance, das leis, potenciais riscos com relação a conflito de interesse, anticorrupção, privacidade, mas essencialmente das características específicas daquele mercado, sua dinâmica em relação aos demais agentes e demais elos na área da saúde.

Neste contexto, a “Certificação de Compliance HealthCare”, promovido pelo CBEXs. Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde, tem o propósito de diferenciar executivos e profissionais com estudos sobre o mercado da saúde e a aplicação de Compliance. O objetivo é tornar seus participantes melhores no diálogo com toda a cadeia da saúde, discutindo e buscando soluções inovadoras, pautadas sempre pela excelência da ética na saúde.

Um ambiente, onde o comportamento ético e íntegro é parte da cultura, é um pré-requisito para o sucesso nos negócios e, em última instância, para o paciente.