A verdade sobre o Futuro da Saúde !

Por Prof. Christiano Quinan – Presidente do Chapter Goiás do CBEXs

 

Estive nestes últimos 5 meses mergulhado na construção acadêmica/estratégica do programa de Mestrado em Administração com Ênfase em Saúde da UniAlfa em parceria com o CBEXs – Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde, um produto único no mercado, que co-criamos e assinamos.

Nesta jornada me reuni com inúmeros professores, profissionais da saúde, gestores, líderes e executivos. Escutei e falei em excesso. Errei bastante, mas aprendi muito, e chego agora para fazer um balanço de toda esta dedicação resumindo-a em uma única palavra:

IMPACTO !

Após tudo que escutei e falei, tenho a certeza que o mundo precisa do maior número de “pesquisadores/líderes/gestores” da ciência aplicada à gestão na saúde, não somente para se transformarem em professores, ou para terem um título de mestre, ou passarem à fazer parte da tão famosa sociedade acadêmica, mas principalmente para causar IMPACTO na sociedade de forma geral.

Através das produções científicas geradas no programa, obrigatoriamente a dissertação de mestrado, mas principalmente os artigos e estudos de casos a partir da vivência coletiva e individual, e do relacionamento que será construído pelo programa, causaremos este impacto, que será ampliado pela representatividade do CBEXs no mercado de saúde.

A produção científica deverá, obrigatoriamente, ter efeitos no “mundo real”, onde podemos ver (demonstrar, medir, captar), para além do “mundo da academia”. Afinal, não há dois mundos, somente um, que precisamos mobilizá-lo em direção ao conhecimento. Precisamos disseminar, comunicar, engajar, transferir conhecimento, trocar conhecimento e comercializar conhecimento como profissionais, contribuindo para as decisões estratégicas que são e serão necessárias para o sistema de saúde no mundo.

Nosso papel é criar e fortalecer as comunidades científicas da gestão aplicada à saúde. O conhecimento tem o poder da transformação, com impacto tanto nas organizações, nas sociedades e nos indivíduos. Precisamos transpor a fronteira entre a comunidade que gera ciência, da comunidade que tem a responsabilidade de liderar e gerir toda a transformação que vivemos e precisaremos viver. No mínimo ambas precisam conviver, mas ouso dizer que elas precisam ser uma só: a comunidade científica da gestão aplicada à saúde que é formada por “pesquisadores/líderes/gestores”.

Precisamos embarcar no futuro da saúde com o instrumento da ciência aplicada à gestão na saúde, que é nossa bússola para não continuarmos à deriva, aos ventos e aos movimentos.

No espírito de união, de colaboração, de criação, de transformação, convido você para escrever os próximos capítulos da história do futuro da saúde, literalmente, pois este é o objetivo final de um Mestrado: pesquisar, estudar, analisar, praticar, escrever e publicar, o Estado da Arte da Gestão e Conhecimento, a verdadeira educação executiva de alta performance.

Para quem já está a bordo, seja muito bem-vindo(a), você já faz parte da história do futuro da saúde, não como coadjuvante, mas sim como protagonista.